Curta a nossa página
Teresina
+29°C
a
11/11 11h57 2020 Você está aqui: Home / Geral Imprimir postagem

Confira as dicas para votar, com segurança, no pleito municipal

Com a proximidade das eleições municipais deste ano, os eleitores ainda se perguntam como os locais de votação estarão preparados para evitar aglomerações, em tempos de pandemia. Para isso, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) elaborou um documento com os protocolos de segurança para as eleições 2020, que traz as seguintes recomendações;

  • Para votar, o eleitor vai precisa utilizar a máscara de proteção. A orientação é para que cada um, se possível, leve a sua própria caneta para assinar o comprovante de votação.
  • É preciso manter o distanciamento mínimo de um metro na fila de votação. O TSE também recomenda evitar o contato físico com outras pessoas e evitar levar acompanhantes, a menos que seja realmente necessário.
  • O horário das 7h às 10h é preferencial para maiores de 60 anos e pessoas do grupo de risco da Covid-19.
  • Com a disponibilização de álcool gel nas seções de votação, o eleitor deve limpar as mãos, antes e depois de votar.
  • Quem estiver fora da cidade, deverá justificar a ausência em qualquer local de votação, no mesmo horário do pleito, das 7h às 17h. Para isso, o eleitor deverá ter o número do título e um documento oficial de identificação, além do formulário de justificativa preenchido.
  • Caso não faça a justificativa no dia da eleição, o eleitor deve preencher a justificativa em qualquer cartório eleitoral ou posto de atendimento em até 60 dias após a votação. A justificativa também poderá ser feita no aplicativo e-Título.
  • No dia da eleição, é permitido utilizar bandeiras, broches, bótons e adesivos do candidato de preferência, porém, o ato deve ser silencioso e individual. Não é permitida a utilização de alto-falantes ou amplificadores de som.
  • O eleitor não poderá entrar na cabine de votação portando celular, máquina fotográfica, filmadora ou outro dispositivo que prejudique o sigilo do voto.
  • O mesmo pode ser feito com a colinha, normalmente um papel onde o eleitor anota o número do candidato que irá votar. Porém, ela não pode ser repassada para mais ninguém ou ser deixada na cabine de votação.
  • Eleitores que estiverem vestidos com bermuda e chinelo ou até mesmo descalços não podem ser proibidos de votar. Entretanto, eleitores sem camisa ou usando traje de banho, como sunga, biquíni ou maiô, não poderão votar.
  • No dia das eleições, será proibida a venda de bebidas alcoólicas das 6h às 18h.
  • Se o eleitor não votou , em pleitos anteriores, mas justificou a ausência, poderá votar normalmente. O TSE explica que o eleitor que não vota e não justifica a ausência em três turnos seguidos corre o risco de ter o título de eleitor cancelado.
  • Quem estiver trabalhando no dia das eleições, poderá se ausentar do serviço para poder votar. Segundo o Código Eleitoral, o direito de voto deve ser garantido a todos os cidadãos e que impedir um eleitor de votar é crime eleitoral. Por isso, a empresa deve organizar a escala de trabalho de todos os funcionários que trabalham no dia das eleições para garantir que eles tenham tempo para votar.
  • Juízes eleitorais, seus auxiliares, servidores da Justiça Eleitoral, promotores eleitorais, policiais militares em serviço, maiores de 60 anos, enfermos, eleitores com deficiência ou com mobilidade reduzida, mulheres grávidas, lactantes, pessoas com criança de colo e obesos tem prioridade na hora de votação.
  • Idosos com mais de 80 anos têm preferência sobre os demais eleitores e podem passar na frente independente do momento de sua chegada.
  •  


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.