Curta a nossa página
Teresina
+29°C
09/10 11h51 2018 Você está aqui: Home / Geral Imprimir postagem

Atual presidente da AAFFEPI e ex-diretor do TRT-PI prestigia inauguração de novo prédio do Tribunal

Na última sexta-feira, 05 de outubro, o presidente da AAFFEPI/SINAFFEPI, Caetano Mello, participou da inauguração do novo prédio do TRT/PI. A construção do prédio, localizado na avenida João XXIII, teve seu início na gestão da desembargadora Liana Chaib, época em que o atual presidente da AAFFEPI/SINAFFEPI ocupou o cargo de diretor geral do Tribunal, contribuindo de forma expressiva para a fase inicial do projeto.

Desembargadora Liana Chaib e o presidente da AAFFEPI, Caetano Mello

 

A solenidade aconteceu no moderno auditório com capacidade para 800 pessoas e contou com a presença do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira, e do ministro Luiz Philippe Vieira de Mello Filho. Na ocasião, também aconteceu a entrega da Comenda do Mérito Judiciário do Trabalho.

O presidente do TRT/PI, desembargador Giorgi Alan Machado Araújo, explicou que a nova estrutura vai trazer melhores condições de trabalho para magistrados e servidores, mas serão os usuários os maiores beneficiados com a conquista. “Afinal, a população passará a ter acesso aos mais diversos setores do TRT/PI em um único lugar,  com ambiente mais apropriado de atendimento. 

Atualmente, o TRT/PI funciona em três locais distintos em Teresina: na rua 24 de Janeiro, onde estão instalados os gabinetes dos desembargadores e a maioria das unidades administrativas; no bairro Cristo Rei, onde funcionam a Escola Judicial, a  Biblioteca e algumas unidades administrativas; e o prédio da Miguel Rosa, que abriga o Fórum Trabalhista com as quatro Varas de Trabalho da capital. A nova sede reunirá em um mesmo local todos os órgãos administrativos e jurisdicionais de primeiro e segundo graus com atuação em Teresina – incluindo as quatro Varas de Trabalho da capital.


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.